Vicente Retta

Nome verdadeiro: Gargaglione Retta, Vicente
Letrista
(16 novembro 1893 - 1 setembro 1967)
Local de nascimento:
Buenos Aires Argentina
Por
Orlando del Greco

utor teatral. Sua primeira peça Ostras, foi estreada na Casa Suiza em 8 de julho de 1909 e escreveu-a em parceria com J. Cantarelli Dart. Nessa mesma sala ofereceu a seguir El genovés, Pago de una deuda e El gracioso.

Formado com anterioridade em grupos filodramáticos, estreou com companhia própria inaugurando o Teatro de los Noveles em 19 de abril de 1913.

Já decididamente como autor apresenta nos melhores teatros de Buenos Aires, sainetes, dramas, revistas, escritas em parceria com Darritchen Perelli, Julio César Viale Paz, Carlos Max Viale, Roque S. Luengo, Carlos V. Dumont, Héctor Blomberg e outros, nos palcos dos teatros Nuevo, Avenida, Variedades, Nacional, etc., títulos como: El novio que vuelve, La comedia de siempre, El convidado de piedra, Cruz mala, El puñal de los milongueros, El casorio de Don Pipo, El tinglado criollo, San Juan Moreira, El Chango Quiroga, El baratillo de la Media Luna, En la cancha se ven los gallos, Un porteño, Zánganos, Tábanos, Chimangos, La taza de caldo, Abran cancha al charabón, Ganarás el pan, Trigo limpio, Tiburones, En la Vuelta de Rocha, Hay que tener clase, El novio de la finada, Lo nombraron juez al Vasco, La pasión de Jesús Pato, El alma de Santos Vega, e entre alguns outros, seu grande sucesso La sangre de las guitarras, que estreada no Nacional em 1929 se representou em forma de ópera no teatro Colón, no ano de 1932, com música de Constantino Gaito.

Escreveu também para a rádio diversos episódios e publicou algum livro.

Com certeza conheceu Carlos Gardel nesse ambiente, no percorre de teatro em teatro. Como o cantor lhe gravara sua canção “La virgen del perdón”, declarou sobre isso: «Na noite do dia 21 de junho de 1929, no Teatro Nacional, catedral do gênero chico, como denominou-o D. Pascual Carcavallo, ao terminar a apresentação na qual estreei meu poema gaucho La sangre de las guitarras, em parceria com Carlos Max Viale Paz, Gardel, que estava entre o público, depois de parabenizar-me pelo acontecimento, pediu-me espontaneamente autorização para gravar a pequena peça musical que terminava de interpretar Libertad Lamarque, numa das cenas do poema, e mostrando-me o exemplar da partitura que tinha comprado no quiosque do vestíbulo, me disse que, para que tivesse sucesso comercial, o interpretaria em tempo de valsa crioula, em lugar de canção federal. Agradeci-lhe a homenagem, e o deixei conversando com Carlos Vicente Geroni Flores (estupendo músico) para que se entendessem entre cantor e compositor».

Outras canções de sua autoria são: son “Zulima”, “Petruska”, “Bajo el sauce llorón”, “Cielito de la libertad”, “Martín Fierro”, “Superstición criolla”, “Pancho Luna”, as duas primeiras interpretadas com grande sucesso por Agustín Magaldi.

Retta nasceu em Buenos Aires em 16 de novembro de 1893 e morreu na mesma cidade em 1 de septembro de 1967.