Por
Silvina Damiani

A estreia de «Baffa, poesia de bandônio»

a terça-feira 8 de março passado foi a estreia e projeção do filme documentário sobre o exímio bandonionista Ernesto Baffa, Baffa, poesía de bandoneón, realizado por Marcelo Turrisi e Daniel Tonelli, com produção da The Argentine Tango Society, no mítico salão Marabú.



Com presença de numeroso público e personalidades da política e da cultura, a festa começou com uma apresentação de dança do casal Nito e Elba García. Eles, com a elegância do Tango de Salão e com o selo de um estilo próprio, foram o punto de partida de uma noite cheia de surpresas.



Logo após do já clássico coquetel, o público pôde ouvir as palavras precisas do Sr. Jo Fish, em representação da The Argentine Tango Society, assim como as considerações sobre o legado do maestro Baffa realizadas por Ricardo García Blaya, fundador do site Todo Tango. Também expressaram as suas observações sobre o processo criativo do documentário os próprios realizadores: Daniel Tonelli e Marcelo Turrisi.



Além do presidente da The Arentine Tango Society, o Sr. Jo Fish, também se encontrava presente seu grupo de trabalho na Argentina, assim como todos os integrantes da equipe do site Todotango.com.



Outro dos momentos interessantes do encontro aconteceu quando os maestros Nicolás Ledesma, Enri Balestro, Ricardo Siri, Horacio Malvicino e Horacio Cabarcos, representando a Associação Argentina de Intérpretes (AADI), outorgaram um reconhecimento ao bandonionista que foi entregue a Pablo Baffa, já que seu pai não pôde assistir porque está sob tratamento médico. Por causa disso, Tonelli e Turrisi filmaram toda a homenagem com o intuito de enviar a filmação ao maestro para que possa apreciar o carinho e a admiração de todos os presentes.



A seguir foi projetado o filme e os convidados presentes se comoveram com as testemunhas plasmadas no documentário. O filme é simplesmente sensacional. É evidente que Tonelli e Turrisi captam cada dia melhor a essência da The Argentine Tango Society e seu objetivo de preservar e promover o tango tradicional.



Baffa, poesía de bandoneón deslumbrou no Marabú e emocionou a todos por igual. Baffa simboliza o lirismo do bandônio e a poesia de sua música, refletida no recente documentário da ATS que nos envolveu numa noite única.