Juan José Guichandut

Nome verdadeiro: Guichandut, Juan José Martín
Pseudônimo: Donache
Pianista y compositor
(11 novembro 1909 - 17 outubro 1979)
Local de nascimento:
Buenos Aires Argentina
Por
Orlando del Greco

inda adolescente começou a compor música e sua vida artística se desenvolveu integralmente na composição, fez alguma esporádica atuação, mais familiar do que profissional.

Iniciou-se em 1927 com “Perfume de mujer” que obteve o segundo lugar no concurso de tangos dos discos Nacional, obra que possibilitou seu encontro com Carlos Gardel que lhe gravou, também, outros dois grandes sucessos que se titulam “Marioneta” e “Misa de once”; os três tangos com letras daquele autor chamado Armando Tagini, que foram, sem dúvidas, os que mais satisfações lhe produziram.

Suas grandes virtudes continuaram a se expressar em: “Mamarracho”, “Así era el tango”, “Tarareando”, “Canta pajarito”, “¡Goles, goles!”, “Quereres”, “Percantina”, “Baila”, “Arando”, “Matrera”, “Escuela”, “Cinco letras”, “El cachorro”, “Tango de antaño”, “¡Vamos corazón!”, “Mi distinguida pebeta”, “Yo”, “Por ellas no me casé”, “Llueve otra vez”, “Domingo a la noche”, “La limosna”, “Sencillo y compadre”, “Mi gitana”, tangos; “Magdalena [b]”, “Ventanera”, “Magnolia triste”, pasodobles; “Deshojando margaritas”, “Palabra”, “Paloma [b]”, valsas; “Digo... digo”, “Vieja postal [b]” e muitos outros que contaram com a colaboração de Carlos Bahr, Héctor Gagliardi, Tagini, Oscar Fresedo, Horacio Sanguinetti, Enrique Cadícamo e outros.

Sobre Gardel declarou: «Depois de “Perfume de mujer” vi muitas vezes a Carlitos e como eu ainda era garoto, comparado com ele, me cumprimentava quando nos encontrávamos: «Como vai, rapaz?», respeitosamente.

«Gardel estava se apresentando no Empire e com Carlos Sánchez (o Gordo Sandoval) decidimos, certa noite, ir ao espetáculo. Encontramos-nos com Razzano no vestíbulo do teatro e nos sugeriu ir ao camarim para ver o cantor. Podia ouvir-se seu canto quando batemos à porta, abriram e vimos a Gardel de cuecas cantando um tango novo, acompanhado pelos violonistas Aguilar, Riverol e Barbieri.

«Terminou de cantar e me perguntou: «Vamos ver se você sabe de quem é este tango que vou estrear esta noite». Pelo estilo pensei que fosse de Barbieri e lhe respondi.

«Olhou fixo para seu violonista Guillermo Barbieri e mexendo a cabeça lhe disse: «Como você é manjado, 'Grone'!». Era o tango “Viejo smoking”».

O célebre tenor Carlos Guichandut era seu irmão.

Guichandut nasceu em Buenos Aires (bairro de Barracas) em 11 de novembro de 1909 e morreu na mesma cidade em 17 de outubro de 1979.